Vídeo aulas veterinárias

5 dicas importantes para implementar no setor de radiologia veterinária
Juan Blancas

5 dicas importantes para implementar no setor de radiologia veterinária

Posicionamento, exposição, proteção e contenção apropriada

Neste artigo você conhecera dicas importante e fáceis de implementar para melhorar a qualidade das imagens, segurança e sucesso dentro da sala de radiologia veterinária.

Para garantir que você faça radiografias seguras, livres de estresse, o Dr. Garret Pachtinger, DACVECC, apresenta 5 dicas a serem lembradas na rotina clínica de radiologia:

 

1. Posicionamento

Um equipamento de Raio X sofisticado e caro não corrige o mau posicionamento do paciente. Por tanto as melhores radiografias são feitas com o posicionamento adequado do paciente.

Um posicionamento inadequado pode dificultar a interpretação da radiografia, o desperdício de dinheiro do proprietário e até mesmo um diagnóstico incorreto. Além do posicionamento, outro dos principais erros nas clínicas é não realizar radiografias suficientes para cada região. 

Pensando nisto,  publicamos alguns matérias educativos relacionados com melhores práticas de posicionamento e as imagens radiográficas necessárias para cada estudo radiológico:

 

2. Reduzindo a exposição

A equipe veterinária deve entender que reduzir a exposição reduzirá os efeitos nocivos da radiação. 1 raio-x por dia não parece tão ruim, mas 1 raio x por dia, 5 dias por semana, 52 semanas por ano, durante 30 anos ... isso faz diferença.

 

3. Equipamento de Proteção Individual - EPI

O proprietário do hospital veterinário deve fornecer EPI adequado para proteger a equipe técnica. Devem ser utilizados aventais, luvas, escudos de tiroide, óculos entre outros equipamentos adicionais para proteger o pessoal veterinário dos efeitos perigosos da radiação.

O equipamento de proteção não torna você invisível. Por tanto, colocar as mãos diretamente no feixe de raio x direto apenas com proteção de luvas não é uma ótima ideia, pois apenas diminui a exposição à radiação.

 

4. Use a contenção apropriada

Embora isso possa incluir sacos de areia, contenção manual ou gravatas, não se preocupe com sedar o paciente, pois isto não só ajudará no conforto e ansiedade do paciente, mas também permitirá um posicionamento adequado.

 

5. Agilidade no tempo de resposta e proatividade

É importante ressaltar que os profissionais proativos reconhecem que o diagnóstico pode precisar de um tempo enquanto a condição do paciente é estabilizada, e uma resposta rápida faz grande diferença, pois receber o estudo após do paciente vir a óbito não ajuda ninguém. Neste sentido, garantir um exame de radiologia adequado e com as informações clínicas suficientes como a suspeita, ajudará na rapidez e qualidade do estudo radiológico conclusivo.

Bom, chegamos no final. Em caso de dúvida, implemente estas 5 dicas de radiologia veterinária para melhorar suas imagens, segurança e qualidade no atendimento do setor radiológico!

 

Referência: https://vetgirlontherun.com/radiology-tips-how-not-to-glow-at-the-end-of-the-day-vetgirl-veterinary-ce-blog/

 

WEBINAR: Diagnóstico por imagem para pequenos animais

Triagem, posicionamento, casos de estudo e procedimentos complementares Vagas limitadas!

 

 

 

Print
9048 Rate this article:
4.0

Please login or register to post comments.

x

e-Books veterinários

1 0

Novo eBook: radiografia do carpo e metacarpo

Aprenda o necessário para realizar a avaliação das estruturas anatômicas do carpo e do metacarpo para identificar lesões traumáticas, edema ou na claudicação de um dos membros torácicos.

Saiba Mais
Novo eBook: radiografia do carpo e metacarpo
16057 0

Radiologia Veterinária - Estudo Torácico

Aprenda a obter imagens radiográficas veterinárias de qualidade!

A realização de radiografias torácicas é comum na rotina da clínica de pequenos animais. A obtenção de radiografias do tórax de boa qualidade é relativamente fácil, contanto que alguns princípios básicos sejam seguidos. 

Saiba Mais
Radiologia Veterinária - Estudo Torácico
5 0

Oncologia Veterinária

Você conhece os tipos de câncer mais comuns em cães e gatos? E o sintomas? Aproveite então este material, que além disso, traz uma abordagem rica sobre os exames e tratamentos envolvidos no acompanhamento oncológico (tempo de leitura 30 minutos).

Saiba Mais
Oncologia Veterinária
RSS
12